Página Inicial / Notícia / Polícia

COE aprova liberar máscara em cidades com 60% das pessoas vacinadas com reforço

Na estimativa do Painel Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), apenas 52 cidades estão aptas à nova regra sanitária, que ainda precisa ser publicada no Diário Oficial do Estado para ter val

12/04/2022 - João Rodrigues

/ Foto: Reprodução/INTERNET

O COE (Comitê de Operações Emergenciais contra a Covid -19) aprovou, em reunião realizada nesta terça-feira (12), a flexibilização do uso de máscara em ambientes fechados nos municípios com percentual mínimo de 60% da população vacinada com a dose de reforço contra a Covid-19. 

Na estimativa do Painel Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), apenas 52 cidades estão aptas à nova regra sanitária, que ainda precisa ser publicada no Diário Oficial do Estado para ter validade. 

“Alguns municípios não têm o percentual que alguns estudos nos colocam como ideais para essa liberação e tornar facultativo o uso de máscaras, então ficou deliberado que naqueles municípios que tem uma cobertura de 3° dose maior que 60%, a utilização de máscara ficará facultativo em ambiente fechados”, explicou Neris Júnior, secretário estadual de Saúde.

O atual decreto em vigência já  desobriga o uso do item de proteção em ambientes abertos e semiabertos em todo o estado. Com a nova decisão, a máscara permanecerá obrigatória em ambientes de saúde, para imunodeprimidos e passageiros de transportes públicos ou privados, aéreos e terrestres.

Além da discussão sobre  o uso de máscara, os membros do COE também trataram sobre a elaboração de planos para preparar o estado e municípios para a nova realidade sanitária, como de investimentos na rede hospitalar e adaptação do Hospital Natan Portela, em Teresina, como unidade de referência para o caso de novos surtos da doença.

Outro ponto diz respeito a mudanças no programa Busca Ativa. “Ele agora terá novo foco, de auxílio aos municípios, com assessoramento técnico, para que eles consigam alcançar cobertura vacinal de 60% com terceira dose, além de um plano de orientação para o tratamento de pacientes pós-covid”, pontuou o gestor da Sesapi.

Fonte: Cidade Verde