Página Inicial / Notícia / Saúde

IBGE: Piauí é o segundo estado do Brasil que mais testa para Covid-19

Depois do Piauí, o estado que mais testou foi Goiás (18,9%). Os menores percentuais foram registrados em Pernambuco (7,9%), no Acre (7,9%) e em Minas Gerais (9,3%).

02/12/2020 - João Rodrigues

/ Foto: Reprodução

O Piauí é o segundo estado brasileiro que mais aplica testes para Covid-19 na população. Segundo a PNAD Covid-19, divulgada nesta terça (1º), pelo IBGE, 19,4% dos piauienses viram algum teste de diagnóstico da doença, bem acima dos 12% da média nacional e atrás apenas do Distrito Federal, que testou 23,9% dos seus habitantes.

Depois do Piauí, o estado que mais testou foi Goiás (18,9%). Os menores percentuais foram registrados em Pernambuco (7,9%), no Acre (7,9%) e em Minas Gerais (9,3%).

No Brasil, o número de pessoas que fizeram algum teste de diagnóstico da Covid-19 subiu para 25,7 milhões em outubro. Desse total, cerca de 5,7 milhões testaram positivo para doença, o que corresponde a 22,4% das pessoas que fizeram teste e 2,7% da população.

Os exames mais realizados foram o teste rápido com coleta de sangue por um furo no dedo (11,4 milhões) e o SWAB, procedimento em que o material é coletado com cotonete na boca e/ou nariz do paciente (10,7 milhões). Outros 7,4 milhões fizeram o exame com sangue retirado na veia do braço.

A pesquisa também apontou queda no contingente daqueles que relataram ter algum sintoma de síndromes gripais. Em outubro, 7,8 milhões de pessoas afirmavam ter algum dos sintomas abordados pela pesquisa, dentre eles, tosse, febre e dificuldade para respirar. Esse número representa 3,7% da população brasileira. Em maio, quando a pesquisa foi iniciada, 24 milhões, ou 11,4% dos brasileiros, apresentavam algum dos sintomas.

No Piauí, os exames começaram a ser feitos em março, quando os primeiros casos da Covid-19 apareceram no estado. Somente o Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen) já contabilizou 100.251 exames RT-PCR para identificar o novo coronavírus. O método é classificado como padrão ouro para detectar infecção. Por dia, o laboratório faz em média de 800 a mil testes. A unidade funciona 24 horas e disponibiliza o resultado dos exames em até 48 horas.


“No início da pandemia, a capacidade operacional instalada era de 500 exames dia. Após a Secretaria da Saúde adquirir um extrator automático, a capacidade do laboratório aumentou para mil exames dia, passando a fazer mais extrações e em menor tempo. Outros investimentos ainda serão feitos pela Sesapi no laboratório”, lembra o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Desde o início da pandemia, em março, a Organização Mundial da Saúde, OMS, tem recomendado que os testes são uma das estratégias eficientes para se combater o contágio do coronavírus. No Piauí, o Programa Busca Ativa, que testa as pessoas que moram com alguém com Covid-19, tem tido êxito no controle da transmissão da doença.

Fonte: Com informações da Ascom