Página Inicial / Notícia / Geral

ADAPI alerta agricultores santanenses sobre sementes clandestinas supostamente vindas da China

A ADAPI (Agência de Defesa Agropecuária do Piauí), através do escritório de Santana do Piauí, alerta os agricultores familiares do município sobre o perigo de sementes clandestinas supostamente vindas d

05/10/2020 - João Rodrigues

/ Foto: Reprodução

A ADAPI (Agência de Defesa Agropecuária do Piauí), através do escritório de Santana do Piauí, alerta os agricultores familiares do município sobre o perigo de sementes clandestinas supostamente vindas da China. De acordo com o Técnico Agropecuário, Geraldo Rodrigues, os pequenos produtores rurais santanenses devem ficar atentos para a possível chegada desse produto ao município pelos correios, segundo ele, essas sementes podem ser danosas à agricultura local.

“Ao receber, em suas residências, encomendas de sementes ou mudas de plantas não solicitadas, não plante, não consuma, nem descarte no lixo. Comunique ou entregue tal encomenda a unidade da ADAPI em Santana do Piauí, o material, posteriormente, será enviado para a ADAPI central do Piauí, em Teresina, e posteriormente ao MAPA, para as providencias legais cabíveis ao caso”, orientou o Técnico Agropecuário.

Técnico Agropecuário, Geraldo Rodrigues

De acordo com Geraldo Rodrigues, as sementes clandestinas, podem ser potencialmente danosas à nossa agricultura.

Segundo o Técnico Agropecuário, com a finalidade de informar e alertar produtores, seus familiares e comunidade em geral, sobre as sementes clandestinas, a ADAPI, obedecendo a ofício do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), fez circular um Memorando (Memorando Circular Nº 005/2020-GDV), em todo o Estado. O documento é baseado em relatos de pessoas ,de várias partes do país, sobre o recebimento de sementes, supostamente, oriundas da China, sem que tenha havido qualquer solicitação e também em depoimentos com fotos sobre esses pacotes estranhos.

“O Memorando alerta a produtores e comunidade em geral, sobre o recebimento, via Correios, de pacotes ou encomendas não solicitados, orientando que esses pacotes não devem ser abertos e o recebimento das sementes misteriosas deve ser comunicado a ADAPI, sendo que o material deve ser entregue a agência mais próxima, para que seja enviado a ADAPI central em Teresina”, destacou Geraldo Rodrigues.

O Técnico Agropecuário tranquiliza os agricultores locais, pontuando que até agora não há informação de que tais sementes tenham chegado a terras santanenses, no entanto alerta a esses produtores, que em caso de recebimento, sem solicitação, de pacotes com sementes misteriosas, esses não devem ser abertos nem descartados no lixo, mas entregues no escritório da ADAPI no município, localizado na sede da Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, de onde serão enviados ao escritório regional da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí, em Picos e posteriormente à Central em Teresina, de onde serão remetidos ao MAPA.