Página Inicial / Notícia / Polícia

Marinha vai investigar acidente com moto aquática

A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 10, por meio de nota à imprensa.

11/09/2020 - João Rodrigues

Marinha vai investigar acidente na barragem de Bocaina / Foto: Antonio Rocha

A Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos do Piauí - CPPI, vai instaurar Inquérito Administrativo para apurar as causas e os responsáveis pelo acidente com uma moto aquática, no fim da tarde do dia 7 de setembro, na Barragem de Bocaina. No acidente, o jovem José Francisco Leite, de 20 anos, morreu afogado. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 10, por meio de nota à imprensa.

De acordo com a nota, a Capitania dos Portos tomou conhecimento sobre o acidente no dia 08 de setembro, envolvendo uma moto aquática com um casal.

“Segundo o Corpo de Bombeiros, após uma manobra brusca, o casal caiu na água. A jovem que estava de carona foi resgatada por pessoas que presenciaram o fato, porém o condutor ficou desaparecido por horas, sendo encontrado por populares sem vida”, diz a nota.

Após cerca de 14h do acidente, o corpo do jovem apareceu boiando por volta das 8h da manhã de terça-feira, 08, a cerca de 20 metros da margem. O jovem, que é natural do municipio de Sussuapara, teve corpo retirado da água por pescadores. 

Em menos de um ano, esse é o segundo acidente envolvendo moto aquática na Barragem de Bocaina. Em outubro de 2019, um casal que estava em uma boia, puxada por uma moto aquática , teve ferimentos graves após ser arremessado contra uma lancha.

Veja a nota na íntegra:

A Marinha do Brasil (MB), por intermédio da Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), informa que tomou conhecimento, no dia 08 de setembro, de um acidente ocorrido na última segunda-feira (07), na Barragem do município de Bocaina-PI, envolvendo uma moto aquática com um casal.

Segundo o Corpo de Bombeiros, após uma manobra brusca, o casal caiu na água. A jovem que estava de carona foi resgatada por pessoas que presenciaram o fato, porém o condutor ficou desaparecido por horas, sendo encontrado por populares sem vida.

A Marinha do Brasil se solidariza com a família da vítima e está trabalhando para esclarecer as circunstâncias do acidente. Foi instaurado Inquérito Administrativo para apurar as causas e os responsáveis pelo ocorrido, tendo a CPPI enviado uma equipe de peritos ao local para efetuar as devidas averiguações.

A Marinha do Brasil conclama a sociedade a participar ativamente no esforço de fiscalização, informando qualquer situação que possa afetar à segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e vias navegáveis ou que represente risco de poluição ao meio hídrico.

Fonte: Canabravanews