Página Inicial / Notícia / Social

Piauí tem primeiro casamento civil por videoconferência durante pandemia da Covid-19

O Piauí teve seu primeiro casamento civil por videoconferência realizado durante a pandemia da Covid-19. A cerimônia aconteceu, na quinta-feira (30), por chamava de vídeo no WhatsApp com o juiz Kildary Lourchard de Oliveira

07/05/2020 - João Rodrigues

/ Foto: Reprodução

O Piauí teve seu primeiro casamento civil por videoconferência realizado durante a pandemia da Covid-19. A cerimônia aconteceu, na quinta-feira (30), por chamava de vídeo no WhatsApp com o juiz Kildary Lourchard de Oliveira Costa em Teresina, e os noivos, Maciel de Andrade e Antônia dos Santos, no cartório de Pedro II, município a 195 km da capital.

O magistrado tem trabalhado remotamente por determinação do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) para evitar a disseminação do coronavírus. Por isso, a realização de casamentos por videoconferência foi regulamentada por portaria da Corregedoria Geral de Justiça do Estado do Piauí.

A medida autorizou o uso de aplicativos como WhatsApp, Facetime, Google HangoutsMeet, Skype para a realização das celebrações. A novidade, segundo o juiz Kildary Louchard, não prejudicou o andamento da cerimônia.

“Não senti nenhum prejuízo em relação à cerimônia presencial. Acredito que o casal também percebeu a vantagem da tecnologia”, declarou o titular da Vara Única de Pedro II.

O magistrado afirmou que pelo menos mais quatro casamentos serão realizados por videoconferência nos próximos dias. “Obedecendo todas as formalidades legais”, disse.

Para a Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi), a alternativa garante o acesso aos serviços judiciais e diminui os gastos da Justiça.

“Sem falar que são recursos que representam economia orçamentária, eficiência e desburocratização, sem prejuízo para a eficácia dos atos praticados”, explicou o juiz Leonardo Brasileiro, presidente da Amapi.

Fonte: G1 PI