Página Inicial / Notícia / Religião

SANTANA DO PI: Padre se emociona durante Missa ao sentir saudade da presença física do povo na igreja

As celebrações das Missas pela Internet vem alimentando a espiritualidade dos católicos, mas os templos vazios remetem, até mesmo os líderes religiosos, a uma sensação de solidão.

29/04/2020 - João Rodrigues

Padre José Mairton / Foto: PASCOM SANTANA

Por conta do isolamento social, apontado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como principal forma de combate à pandemia de Coronavírus, a Igreja Católica abraçou a luta contra a COVID-19, optando pela igreja doméstica. Para evitar aglomeração nos templos, as celebrações da Santa Missa estão sendo transmitidas pelos meios de comunicação, a exemplo do rádio, Televisão e Internet.

As Áreas Pastorais de Santana do Piauí e São José do Piauí, pertencentes à Paróquia de São José Operário, Diocese de Picos, também estão comprometidas no combate à pandemia de Coronavírus, por isso, para evitar aglomerações nas matrizes de São Pedro e São José, foi criada uma página no Youtube, onde as celebrações eucarísticas são transmitidas e acompanhadas pelos fiéis de suas residências.

As celebrações das Missas pela Internet vem alimentando a espiritualidade dos católicos, mas os templos vazios remetem, até mesmo os líderes religiosos, a uma sensação de solidão.

Durante a Missa deste domingo (26/04), às 19:00hs, transmitida ao vivo pela Internet, direto da Igreja São Pedro, em Santana do Piauí, o Padre José Mairton, sacerdote responsável pelas Áreas Pastorais São Pedro e São José, se emocionou durante a reflexão da Palavra ao ver o templo, outrora repleto de pessoas, quase vazio, em decorrência do isolamento social.

De acordo com testemunhos de quem acompanhou a transmissão eucarística, a Santa Missa seguia o seu decurso normal, até o momento da homilia, como também é chamada a reflexão da Palavra. Nesse instante, conforme relato, o Padre José Mairton se emocionou ao falar das Missas sem a presença física dos fiéis na Igreja.

“O povo sente muita saudade das Missas, mas também, nós Padres e Bispos, sentimos falta do povo”, disse o sacerdote com voz embargada.

O momento poderia ter passado despercebido, se não tivesse chamado a atenção dos internautas, uma vez que muitas famílias acompanhavam a Missa ao vivo de seus lares.

Família assistindo a Missa em casa

Acompanhe, abaixo, a emoção do Sacerdote em vídeo da pregação, disponibilizado pela Pastoral da Comunicação no Canal Igrejas de São José e São Pedro.

Assista ao vídeo

Maria Inês Rocha, Ministra Extraordinária da Eucaristia, que servia na hora da Missa, disse que foi nítida, para quem estava na Igreja, a emoção do Padre Mairton.

“Por fazer parte do Conselho Pastoral Comunitário e conhecer bem o padre Mairton, senti que ele se esforçou para não perder o foco da homilia e tentar ser o mais objetivo possível. Para mim a expressão dele revelou um sacerdote que ama o povo, que também sofre, nesses tempos difíceis", disse Maria Inês, que também está Secretária de Educação e Cultura no município de Santana do Piauí.

Maria Ines 

A Agente Pastoral da Comunidade Barro, zona Rural de Santana do Piauí, Maria Francisca de Brito (Marica), também externou o que sentiu no momento da Missa, enquanto assistia a transmissão ao vivo de sua casa, junto à família.

"Fiquei muito feliz e emocionada em poder acompanhar, de casa, a Santa Missa, celebrada pelo nosso querido padre José Mairton, neste domingo (26/04), diretamente da Igreja São Pedro, em Santana do Piauí.  Confesso sentir muita tristeza no coração, por causa do momento em que vivemos, essa pandemia que assombra o mundo e nos impede de participar fisicamente da Santa Missa. Senti também essa tristeza no olhar do nosso Padre, que na hora da homilia se emocionou bastante. Suas palavras me fizeram chorar, chorei junto com ele naquele momento. Sabemos da saudade que ele sente de estar na presença de todos, com a comunidade, pois é um padre do povo, que gosta do povo e de estar com as famílias”, disse Maria Francisca.

A senhora Maria Francisca de Brito ainda revelou que se encheu de felicidade ao ouvir palavras de esperança proferidas pelo Padre Mairton.  De acordo com a Agente de Pastoral, o religioso consolou a todos, dizendo que esse momento de pandemia é passageiro, que estamos nas mãos de Deus e que logo tudo vai passar, para voltarmos à Casa de Deus.

Marica

Procurado pelo Santana Hoje, para uma entrevista sobre o episódio, o Padre José Mairton se limitou em dizer, que foi traído pelo calor da emoção ao lembrar da fome que o povo sente em estar nos Altares de Deus. Mas destacou que esse tempo difícil é só um momento, a estrada de Emaús, das tristezas e desânimos que todos tem de vez em quando, mas a história não termina em Emaús. O caminho é o retorno alegre para a Jerusalém da alegria e da felicidade. Este momento difícil que todos estão vivendo vai passar. É só uma tempestade, tudo vai se acalmar. E quando tudo passar, sejamos pessoas melhores para fazer um mundo melhor, pontuou o Sacerdote.

O que corrobora essa afinidade de sentimentos entre o Padre José Mairton e os fiéis, são as inúmeras ações pastorais desenvolvidas pelo padre junto ao povo, antes mesmo deste tempo de quarentena. O Sacerdote tem desenvolvido um serviço próximo às famílias e comunidades, ajudando pastorais e pessoas a serem mais comprometidas com a vida da Igreja, haja vista muitas construções que estão sendo erguidas com a ajuda de todos, a exemplo da construção da nova Igreja São Pedro, em Santana do Piauí, que virá a ser uma das maiores da região, e a construção do Centro Pastoral em São José do Piauí, outro edifício monumental e sonhado pela comunidade.

Durante a pandemia de Coronavírus, o Padre José Mairton tem combatido mensagens negativas e fake news, levando uma mensagem de alegria e esperança por meio de vídeos, áudios e conversas com os fiéis.

Pensando nas famílias carentes neste tempo de crise provocada pela pandemia de COVID-19, o Padre Mairton sensibilizou os fiéis à partilha de alimentos, através da campanha “Páscoa Solidaria!”. Quase 100 famílias foram contempladas com a ação social.

Usando a criatividade, o padre decorou os bancos das Igrejas São Pedro e São José com fotos das famílias e pastorais, para simbolizar a presença de todos no Altar de Deus. O religioso também tem motivado as pessoas, a fazerem altares em seus lares, para acompanhar a missa, gerando um clima de espiritualidade através da Santa Missa em família, chamado pelo Sacerdote de "Santuário da Vida".